Jogos da Microsoft para Xbox Scorpio vão rodar nativamente em 4K

De acordo com a gerente geral de publicações da Microsoft Studios, Shannon Loftis, jogos desenvolvidos pela Microsoft para Xbox Scorpio vão rodar nativamente a 4K, em vez de serem remasterizados para a resolução UltraHD. Ela fez este pronunciamento durante uma entrevista no USA Today, através do NeoGAF. Ela disse: "Quaisquer jogos que estamos fazendo para o Scorpio, estamos garantindo a certeza de que poderão ser renderizados a 4K".

O console Xbox Scorpio (nome ainda não oficial), tem lançamento previsto para 2017. Preços ainda não foram anunciados, porém a Microsoft se refere a ele como um console "Premium", portanto podemos esperar que não será barato. O sistema roda em 6 teraflops de performance, tornando-o o "mais poderoso dos consoles já fabricados", de acordo com a Microsoft.



Na contramão desta conversa, O PlayStation 4 Pro segue com vendas e data para Novembro, custando $400 dólares. Estimativas apontam que o Xbox Scorpio será 40% mais poderoso que o PS4 Pro. De acordo com a mídia especializada, a vantagem de performance do Xbox Scorpio terá sobre o PS4 Pro será óbvia. O PS4 Pro é capaz do 4K. Em uma entrevista com a DigitalSpy, o presidente Andrew House confirmou que a grande maioria dos títulos do PS4 podem ser remasterizados para o 4K, em vez de rodar nativamente nesta resolução. "Poderia afirmar que a grande maioria será renderizada, ao menos, do que vi no portfólio até agora", ele disse.

O Entrevistador depois perguntou se a descrição da Sony para o 4K está equivocada, mas House disse que ele não pensa isso. "Não, acredito que não" ele disse. "Eu acho que independente do termo usado para esta resolução, é mais uma questão de como as pessoas notarão uma diferença na experiência de jogar estes jogos ou não, do que o termo que usamos para definir a resolução do mesmo. Eu acho que o que as pessoas estão procurando e o que as fará realizar seus julgamentos é se funcionará para elas ou não."

Comentários


    Não há nenhum comentário para este artigo, seja o primeiro a comentar

Faça o Login para comentar clicando AQUI