Ubisoft não venderá mais ''experiência completa'' dos seus games em forma de DLC's

Duramente criticada no passado por sua política de DLC’s, o estúdio francês Ubisoft não vai mais vender pacotes obrigatórios para garantir uma ‘’experiência completa’’ dos seus jogos.

‘’a monetização precisa ser cuidadosa, e minha equipe está encarregada de fazer que isso seja balanceado’’, diz Anne Blondel-Jouin vice-presidente de operações da companhia, em entrevista ao Gamesindustry.biz. ‘’se o DLC não adicionar algo no topo da experiência atual do jogo, não é bom. Porque assim você pede dinheiro pelos motivos errados. E se o conteúdo é obrigatório. Também não é bom. ’’



Agora, a empresa vê o DLC como algo ‘’a mais’’ para a experiência do jogador. ‘’gosto da analogia do parque de diversões. Você pode ir em todas as atrações, mas se você pode ir a loja, ou comprar comida, ou merchandising. Independentemente de pagar a mais ou não, você ainda tem a experiência completa. ’’

Anne afirmou que a Ubisoft vai se focar em um suporte de cinco á dez anos para cada jogo, com alto engajamento dos jogadores, de forma similar ao que vêm acontecendo em games como The Division e Rainbow Six: Siege.

O shooter tático, que lança mapas gratuitamente e cobra por customizações e novos personagens, é o modelo para a Ubisoft, de acordo com Blondel-Jouin. ‘’as pessoas estão felizes com os novos operadores, e podem personaliza-los com armas, mas, mesmo que não o façam, terão a mesma experiência do que os demais. É um pouco mais de renda para nós que vêm de jogadores felizes. Se eles não estivessem, não estaríamos pedindo dinheiro extra. ’’ 

Para mais notícias e informações relaciodas a esse jogo clique aqui

Comentários


    Não há nenhum comentário para este artigo, seja o primeiro a comentar

Faça o Login para comentar clicando AQUI